Meritis a cantar mais alto

Leonor Vasconcelos integra MERITIS 2021/05/24

A jovem e talentosa soprano portuguesa que “Voar bem alto” e a associação Meritis passa a estar ao seu lado para a apoiar num percurso que se antevê de enorme sucesso.

Benvinda Leonor.

Leonor Vasconcelos é uma soprano portuguesa de 17 anos que acabou de ser aceite no Bachelor of Music Program in Vocal Arts, na Juilliard School em Nova York. Fundada em 1905, a Juilliard é considerada uma das escolas mais prestigiadas, se não o mais prestigiado Conservatório do mundo. É uma instituição que engloba as três artes performativas, Música, Teatro e Dança.

Situada no centro da capital do mundo, a Juilliard é abraçada pelo ambiente musical e artístico Nova Iorquino: Metropolitan Opera, Lincoln Centre, MOMA. Os professores que lá lecionam são artistas e músicos notórios, muitos deles com uma carreira ativa nas mais ilustres casas culturais do mundo inteiro. A taxa de entrada no curso de Vocal Arts Program é 5%, mas sendo uma soprano é ainda mais difícil de entrar, uma vez que é a voz mais concorrida.

Artistas como Reneé Fleming, Leontyne Price, Yo-Yo Ma, Viola Davis, Miles Davis, Nina Simone formaram-se nesta escola. Um conservatório com um nível de profissionalismo inigualável, onde não esperam menos de excelência dos seus alunos, onde a disciplina e o compromisso são necessários para se suceder no mundo artístico. Daqui saem artistas completos, profundamente devotos.

Desde muito nova que frequenta a Escola Artística de Música do Conservatório Nacional. Com seis anos entrou para a classe de harpa e com 15 anos decidiu dedicar-se exclusivamente ao canto lírico, algo pelo qual se tinha apaixonado desde muito nova.

Ao longo dos anos, o Conservatório deu-lhe as oportunidades inimagináveis de pisar palcos importantíssimos tais como São Carlos, Teatro Camões, Teatro Tivoli, entre outros, e de lhe dar a mais completa e mais apaixonante formação.

Finalizou todos os anos curriculares com a nota máxima de 20 valores na disciplina de canto. Em junho irá terminar o Conservatório com a sua Prova de Aptidão Artística e irá participar num recital sobre poesia portuguesa no Teatro Nacional de São Carlos, pertencente ao ciclo “Um Cancioneiro Português”.

Todo este percurso, juntamente com a envolvência e entrega que tem à arte e à densidade dramática da ópera, levaram-na a ser admitida na candidatura à Juilliard School, em Nova York.